Culinária japonesa como aliada da longevidade

Gastronomia

Uma das formas como a culinária japonesa age beneficamente no corpo humano é a mudança da flora intestinal quando se consome regularmente sushis, de acordo com estudo publicado na revista científica Nature. O consumo rico em comida japonesa é capaz de transferir genes de bactérias marinhas, presentes na comida, para a flora intestinal humana. Isso permite a absorção de nutrientes que o corpo humano não seria capaz de absorver.

De acordo com os pesquisadores da UPMC (Universidade Pierre et Marie Curie) em Paris (França), quando as pessoas comem as algas do sushi elas também ingerem bactérias que vivem no mar. Estas bactérias contém o código genético que permite secretar uma enzima digestiva que quebra as algas em moléculas menores que o normal. Desta forma, apontam os cientistas, estes genes beneficiam o ser humano ao permitirem a absorção de nutrientes.

Segundo os pesquisadores da Universidade Pierre et Marie Curie (UPMC), em Paris, ao comer as algas, as pessoas também ingerem bactérias marinhas que contêm o código genético  destas algas que não conseguiriam ser digeridos de outra forma.para secretar uma enzima digestiva capaz de “quebrar” as algas em moléculas menores. De acordo com estes especialistas, esta descoberta mostra que os alimentos e a maneira como são preparados têm potencial para influenciar, no casa da comida japonesa, beneficamente nossa flora intestinal.

Nesta mesma edição da Nature, mas em outro artigo, o microbiologista da Universidade de Stanford, o americano Justin Sonnenberg, destaca que esta pesquisa francesa ainda mostra a importância da adaptação das bactérias da flora humana às mudanças constantes da nossa dieta e meio ambiente.  Por isso consumir regularmente pratos da culinária japonesa pode impactar positivamente em nossa longevidade e saúde.

Como foi feito o estudo

A equipe de cientistas da UPMC, liderada por Jan-Hendrik Hehermann, isolou uma enzima digestiva desconhecida que existe em bactérias que vivem na Porphyra, as algas vermelhas entre as quais está o nori, que é usado para fazer sushis.

Examinando centenas de dados genéticos para saber a origem desta enzima, os pesquisadores a acharam nas bactérias do intestino de um grupo composto por treze japoneses. Quase metade deles tinha este mesmo gene em sua flora intestinal. A outra parte apresentou resultados semelhantes. O mesmo estudo aplicado em americanos mostrou que nenhum deles apresentou este resultado, segundo o cientista Mirjam Czjzeck da UPMC. E ele afirma então que a forma mais provável para estas bactérias benéficas terem chegado ao corpo humano foi o consumo de algas. A pesquisa então afirma que o consumo regular de sushis e outros pratos japoneses impactam positivamente na saúde do ser humano.

Dicas

Se você que quer começar a comer regularmente a culinária japonesa para obter todos estes benefícios, mas não sabe por onde começar, temos umas dicas para você:

  • Comece com sushis empanados e os sem peixe
    Você pode começa experimentado o pequeno hossomaki (de pepino ou Califórnia) e os hot rolls (que são empanados e fritos. Caso você goste destes pode ir introduzindo aos poucos as outras variações.
  • Nunca comece pelo sashimi
    Sashimi é uma tradicional iguaria japonesa feita a base de peixe cru. Se você nunca experimentou nada da culinária do Japão a dica é realmente não começar pelo sashimi, pois seu paladar pode estranhá-lo.
  • Capriche no shoyu
    Sempre dizem para não se usar muito shoyu, mas se é sua primeira experiência vale a pena ignorar este conselho. É ele que serve como tempero principal em diversos pratos e seu uso permite que você se acostume com o gosto dos outros alimentos aos poucos.

 

  • Não desista
    Muitas pessoas têm uma primeira má impressão da comida japonesa por não seguir estes conselhos mas, se você quiser aproveitar todos os benefícios que ela proporciona, não desista.

 

Deixe uma resposta