Rótulos terão de destacar produtos alergênicos em alimentos

Bem estar

Pelos menos 17 alimentos que causam alergia devem ser realçados nas embalagens

Com informações da Agência Brasil

O setor de alimentos tem até três de julho de 2016 para mostrar nos rótulos dos produtos a presença de substâncias alergênicas, como leite, crustáceos e, amendoim. A resolução de 26 de julho 2015 determina que as fabricantes de alimentos e bebidas evidenciem nos rótulos dados o respeito da presença dos principais alimentos que geram reações alérgicas: leite; crustáceos; ovos; peixes; pecã; pistaches; pinoli; castanhas; castanha-de-caju; castanha-do-Pará; macadâmia; nozes; amêndoa; avelã; de látex natural e trigo (aveia, centeio, cevada, e outros).

A medida foi tomada através da agência reguladora após mobilizações de pais e mães de crianças com alergias e que enfrentam dificuldades para identificar quais alimentos seus filhos são capazes de ingerir.

O alerta precisa ser feito tanto quando a mercadoria contiver o elemento quanto quando possuir derivados do alergênico ou somente traços dele

Para a Anvisa, a indústria não apresentou argumentos que persuadam a agência a adiar o prazo, já que as normas foram debatidas antes da aprovação da resolução. Estima-se que entre 6% a 8% das crianças com menos de 6 anos de idade sofram de alguma tipo de alergia. Na maior parte dos casos são os alimentos que causam estas alergias.

Deixe uma resposta