Saúde em casa

Bem estar

Chamado de Uber da saúde plicativo que conecta médicos e pacientes promete revolucionar o setor

Com informações da revista Exame

Lançado em 2015 em Curitiba, o aplicativo Docway permite que se chame um médico da mesma forma como se chama um táxi. Para usar, basta baixar o app disponível para iOS e Android, cadastrar-se, procurar um médico da especialidade e agendar a consulta. Para casos emergenciais o usuário não escolhe o especialista, porém o aplicativo garante que um médico vá até você no máximo em três horas.

Segundo Fábio Tiepolo, CEO da Docway, “além de ser muito prático, a gente acredita que o sistema serve para resgatar o contato humano entre médicos e pacientes, renovando a tradição de visitas domiciliares”.

No momento, existem cerca de mil médicos no aplicativo e cada um define qual área da cidade vai atuar o preço da consulta e agenda. O pagamento é por cartão de crédito, feito no próprio aplicativo. Caso o usuário tiver plano de saúde, conseguirá pedir reembolso.

O aplicativo é bem útil para localizar médicos de família, clínicos gerais, obstetras e pediatras aqueles que mais se favorecem do atendimento à domicílio. O usuário avalia o médico ao final da consulta, porém, por norma do Conselho Federal de Medicina, as avaliações não ficam disponíveis para os próximos usuários. Mas o algoritmo favorece os médicos que fazem mais atendimentos e os mais bem avaliados, aqueles que são sempre mal-avaliados são descadastrados.

A Docway fica com uma fatia de 15% do valor da consulta, o que é vantajoso para o médico, pois o SUS paga R$12 e um plano de saúde R$30. A maior parte dos médicos atualmente são jovens que ainda não têm consultório próprio ou ligação com algum hospital. O aplicativo já está em Curitiba, São Paulo, Belo Horizonte e Manaus e ainda este ano chegará até Goiânia, Florianópolis, Porto Alegre e Salvador.

Deixe uma resposta